Portuguese Afrikaans Arabic Chinese (Traditional) Dutch English Filipino French German Hindi Hungarian Indonesian Italian Japanese Korean Malay Polish Russian Spanish Swedish Thai Vietnamese

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Pesquisa energética sobre a situação dos candidatos de 2018

Pesquisa energética sobre a situação dos candidatos dentro das perceptivas de uma mudança real no Brasil

Pesquisa energética sobre a situação dos candidatos de 2018

Pesquisa energética sobre a situação dos candidatos dentro das perceptivas de uma mudança real no Brasil

Eleições do Brasil em   2018   - mudança quase zero

“ O Brasil ficou em último lugar no quesito "Confiança do público nos políticos"

Aqui estaremos apenas analisando a vida administrativa como Políticos , a vida pessoal , não nos interessa porque são dados que compete a Justiça se tem alguém devendo algo ...Não queremos julgar o ser humano.

“ O voto é livre , secreto   - escolha quem você quiser para votar....”

                     Lembre-se em ler   e refletir   antes de votar ...

Nada pessoal, entretanto, temos um time que não vai mudar nada, não vai ajudar em nada, saúde sucateada, Educação sucateada, Segurança toda sucateada, Judiciário contaminado ( por alguns que são nomeados por Políticos apenas para protege-los sem generalizar .. ) e falta trabalho ou seja, o Brasil nas mãos de alguns deles vai continuar a afundar .....

No Brasil   , somente temos dois tipos de Políticos :   “ O   corrupto e   o que finge não ser ..”

Acredito que ser um ex-presidente que carrega não apenas uma carga simbólica, mas também, parte de uma espécie de norte moral… Uma responsabilidade que não chega a ser equivalente a do presidente em exercício, mas é de vital importância para a ordem da sociedade dada sua experiência falha . Deram um título antecipado a LULA , de algo que nunca fez, ajudar a população pobre . Um Marketing que se espalhou para o mundo , como o “ Salvador da Pátria “ um individuo que foi alimentado por parte da mídia marrom , por outro lado, usa como propaganda pessoal , essa “ fantasia “ que muitos de seus seguidores, alguns   mal   esclarecidos , acreditam , nessa barbaridade de que   tirou 40 milhões de pessoas   da pobreza absoluta – só que esqueceram de mostrar onde está essa população ;não pode ser brasileira ? -   pois, aqui no Brasil , garanto-lhes que não vivem – ao invés disso, mostrou um dos maiores rombos do planeta envolvendo grandes esquemas com empresas e um festival de perdão de dívidas e investimentos em outros países com o dinheiro público ( os nossos impostos) , sem medo de errar, é o próprio Robin Hood brasileiro , atolado na lama da vergonha e da malandragem absoluta . Veja que o próprio Ciro Gomes desmascara ele , em sua declaração feita recentemente, que vai tirar 69% da população endividada do SPC ( Serviço de Proteção ao crédito ) , ai fica a pergunta e dúvida : Como pode Lula ter tirado 40 milhões da pobreza ,se 69% da população está afundada em dívidas ?   - um entrega o outro ,,,,, Preste atenção:   Muito cuidado com o esquema de ataques via internet entre os candidatos e agora nessa finalização vai aparecer muita mentira e falsa notícias !    Eles são capazes de tudo para enganar o eleitor . Escute-me se o Brasil tivesse tão ruim assim, nenhum deles iria se candidatar para esse pleito eleitoral .

Incógnita de Lula

Enquanto as forças de centro e direita ainda não conseguem articular um nome único para representá-las e, assim, poderem se contrapor ao destaque que a ausência de Lula daria às candidaturas de Bolsonaro mais força e menos força a Marina, algumas outras incógnitas se colocam na cena eleitoral. A mais importante delas é o quanto a Justiça foi rápida a decidir sobre uma possível segunda condenação de Lula - líder ( por outro lado  , usa-se um meio duvidoso e com indícios de favorecimento nessas pesquisas cujo a maioria das pessoas inteligentes , não acredita que seja real – eu em particular não acredito em nada disso !   ) nas pesquisas e já condenado a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sergio Moro em primeira instância - o que tornou o ex-presidente inelegível. E recentemente na segunda Instância .

Não sejamos injustos, não podemos deixar esse título apenas direcionado a “Lula “ , , mas o então , Fernando Henrique Cardoso, Fernando Color de Mello , Dilma Rousseff, José Sarney ,acabaram de completar o time de destruição no país :

Adiante

José Sarney assumiu a presidência da República em um momento delicado da história do Brasil. O país passava por um processo de abertura política e coube a ele dá continuidade ao processo. Fora isso, alguém se lembra de alguma característica positiva deixada por seu governo? Passou a faixa presidencial a Fernando Collor de Mello e foi tornar-se uma espécie de “senhor feudal” do Maranhão. A situação dos maranhenses é um dos melhores exemplos do tipo de político e ex-presidente que José Sarney foi lá .

E o que falar de Fernando Collor? Eleito para ser o caçador de marajás, foi cassado logo depois, tudo por causa de um Fiat Elba. Do seu governo, podemos registrar como positivo o inicio da abertura econômica do país, mas também, o confisco da poupança de milhões de brasileiros. Como ex-presidente? Bem, Collor voltou à vida política, tornou-se senador da República e agora se encontra envolvido no escândalo da Petrobras. Nada nem um pouco honroso para um senador e muito menos para um ex-presidente.

Será que Luís Inácio Lula da Silva honrara o posto? O ex líder sindical governou o país por oito anos e fez seu sucessor, Dilma Rousseff. Para alguns, foi o melhor presidente que o Brasil já teve.( muito disso deve-se ao Marketing investido em seu nome e nada de realizações como Político ) , portanto , por isso, não contem com o meu voto para isso. Sobre seu governo, Lula no Brasil foi o que mais ocupou as capas da Revista Veja, da Rede Globo de Televisão ( a mesma que ele saiu junto inaugurando emissoras por todas partes do Brasil e a que mais recebeu fundos em sua administração ) e na internet

Por falta de visão. O governo Dilma Rousseff, por exemplo, incentivou tremendamente o consumo, em vez de optar por aumentar o investimento no país. Idealizada pelo ex-ministro Guido Mantega, essa matriz econômica gestada na época de Luiz Inácio Lula da Silva é uma das razões para a crise atual. Dilma não resolveu entraves que ajudariam o Brasil a avançar e atrair dinheiro, como fazer uma reforma tributária, investir em infraestrutura para reduzir custos de logística e estimular a indústria de bens de capital com alta tecnologia. Agora, colhemos os maus resultados.

Lula foi um bom presidente? Pelo que vai acima, em resumo de tudo o mais que já sabemos, não restam dúvidas. A resposta é um sonoro NÃO! E como ex-presidente? Em um dos seus arroubos megalomaníacos, em 2010, Lula afirmara que ensinaria FHC como que deveria se um ex-presidente.

Bem, a titulo de curiosidade, ainda esse ano Fernando Henrique Cardoso foi contemplado em Nova York, com o titulo de Pessoa do Ano de 2015 por estreitar as relações entre o Brasil e os EUA. Lula prometeu o que disse em 2010? Que iria ensinar FHC a como ser ex-presidente? - Mas, o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso foi catastrófico para o Brasil ,. Portanto, não vejo muita diferença entre as duas figuras aqui. ( Como Políticos )

Ele próprio, enquanto ex-presidente dá mostras do que pretendia ensinar. Felizmente FHC não quis aprender. Seu nome está diariamente no noticiário, não por boas ações e homenagens recebidas mas, envolto a casos de corrupção, investigação por crimes como tráfico de influência e tanta e tantas outras histórias que em nenhum momento, são dignas de serem praticadas por um ex-presidente.

Escolha aí amigo, amiga leitora. Qual dos três receberá a medalha de pior ex-presidente do Brasil?

Enquanto isso Bolsonaro: candidato a presidência ocupou o mesmo volume   de críticas nas revistas ,nas redes Sociais , mas não por corrupção. E foi por outros tipos de acusações tais como homofobia, machista, segundo a imprensa local   um Donald Trump da vida, sabermos que o receio desses que lhe acusam , é o   da teta governamental secar - é da fonte de dinheiro para de jorrar do Governo Federal , que sustenta grandes esquemas no Brasil

Em que pese a análise de que o PSDB se desgastou politicamente após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e ainda perdeu a primazia de sua agenda econômica, adotada pelo PMDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é um nome bastante considerado pelos analistas como uma escolha certeira das forças de centro-direita para disputar - e vencer - as eleições. , entretanto, não vem se destacando por escolher medidas incorretas e mal instruído no quesito Política Brasil . Para atrair eleitores, no entanto, Alckmin tem de se posicionar mais, porque não vai dessa vez, conseguir convencer seu eleitorado .“O novo Alckmin terá de mostrar convicções sobre o que é importante para o país.” É o que todos fazem , pela infelicidade dele – os argumentos usados por todos candidatos ,sem exceção, está pautado na política da velha guarda . Que não funciona mais ,sob pretensões mais exigente da classe de eleitores brasileiros , que parecem estar agora acordando de um sonho muito longo,.

A taxa de rejeição de Jair Bolsonaro, atualmente líder nas pesquisas, tende a diminuir desde quando começou a corrida por votos , mas um cenário com ele na Presidência seria uma mudança   dura para muitos que não querem o nome dele na Presidência do Brasil “- Se alguém acha que o modelo do Bolsonaro não é um problema, para esses sugadores dos cofres Públicos ,enganam –se - a mamadeira vai acabar um pouco , talvez, seque muito – Tomare que não fique apenas nas promessas de campanha ”, disse Jucelino Luz “Eu me pergunto quantos deles ( desses corruptos ) estariam dispostos a posar para fotografias com Bolsonaro”,  todavia, devo lembrar que não será ainda a solução para o Brasil   - o país está sendo sugado diariamente , por pessoas que fingem que gostam do povo - apenas usam esses meios para afundar mais a nossa querida Nação. E até 2023 ,ainda teremos problemas graves no Brasil .

Sobre quem representaria a esquerda essa ausência de Lula, não será na verdade diferente que se Lula, estivesse disputando as eleições , pois Haddad , receberá ordens do Lula – ele é o grande chefe do Partido e qualquer decisão, passará nas mãos dele . Haddad se eleito for , deverá passar a faixa presidencial para LULA . Quem comandará o país .

Ou você acha ainda que era Dilma , quando Presidente , quem comandava o Brasil ?   - O chefe sempre esteve presente nas decisões finais ...

A eleição presidencial de 2018 terá o maior número de candidatos desde a disputa de 1989 - a primeira desde a redemocratização do país. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve sua candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, a menos de um mês das eleições, o partido decidiu substituí-lo pelo vice na chapa, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad., que encontra –se também denunciado - ainda não decidido pelo TSE . Serão 13 candidatos, ao todo. No pleito de 89, foram 22 .Há, entre os candidatos, nomes atingidos denúncias de corrupção e por disputas partidárias internas. A maioria deles enfrenta a escassez de tempo de propaganda no rádio e na televisão. Alta rejeição ou falta de popularidade também estão entre as pedras no caminho de presidenciáveis.

da candidatura de Lula

Fernando Haddad (PT)

haddad 1 

Talvez também te interesse

Lançado candidato a menos de um mês das eleições, Fernando Haddad, , assume a cabeça da chapa no lugar de Luiz Inácio Lula da Silva. O TSE negou o pedido de registro de candidatura do ex-presidente por entender que Lula está enquadrado na Lei da Ficha Limpa. E Haddad encontra-se na lista de dependentes por denúncia

O ex-presidente está preso desde maio na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde cumpre pena de 12 anos por corrupção e lavagem de dinheiro.

Além de ter que defender o partido das acusações de corrupção, Haddad tem pouco tempo de campanha para se tornar conhecido e se projetar como a "voz de Lula".

O principal desafio dele é, de fato, herdar as intenções de votos em Lula, que contava com o voto declarado de quase 12 % do eleitorado até Haddad entrar na lista oficialmente impedido de concorrer às eleições. Há dúvidas se outros candidatos, em especial os da esquerda, podem se beneficiar com a ausência de Lula na disputa.

Mas, antes mesmo de ter sido lançado oficialmente candidato, pesquisas de intenção de voto indicava que Haddad , os jornais de esquerda estão tentando aquecer seu nome , com pesquisas , na maioria das vezes, beneficente aos interesses do bloco partidário   e não na preferência do eleitorado.

Haddad tem trajetória acadêmica e passagem pelo sistema financeiro, onde trabalhou como analista de investimentos do Unibanco. É formado em Direito, tem mestrado em Economia e doutorado em Filosofia. Ascendeu no PT ocupando cargos de gestão a partir. Ele assumiu o ministério da Educação em julho de 2005.

O presidenciável petista tem pouca experiência nas urnas. Tem duas eleições no currículo, ambas para prefeito de São Paulo - venceu a primeira em 2012, ungido por Lula, e perdeu a segunda no primeiro turno para João Dória (PSDB), em 2016, quando o PT vivia o auge de seu desgaste com as denúncias de corrupção na Petrobras e o impeachment de Dilma Rousseff. Não há mudanças nenhuma para o Brasil se for eleito vai seguir as estratégicas de seu chefe Lula .

trocou o PSC pelo PSL para disputar a Presidência

Jair Bolsonaro (PSL)

 jair bolsonaro 1

O deputado federal Jair Bolsonaro, aparece em primeiro lugar nas pesquisas de opinião nos cenários eleitorais sem Lula. De acordo com a última pesquisa Datafolha , Bolsonaro alcança 28% das intenções de votos e na pesquisa das energias espiritual tem 65% de chance de vencer no primeiro turno .( com pequeno risco de segundo turno )

Foi forçado, contudo, a interromper a campanha na rua depois de ter sido esfaqueado durante um ato em Juiz de Fora (MG). Depois de operado, o candidato foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera. A perfuração deixou lesões graves em órgãos intra-abdominais. Além da lesão no intestino grosso, Bolsonaro teve três perfurações no intestino delgado.

Bolsonaro trocou de partido para disputar as eleições. O deputado estava filiado ao PSC (Partido Social Cristão) e chegou a assinar a ficha de filiação do PEN (Partido Ecológico Nacional). Mas, em seguida, filiou-se ao PSL (Partido Social Liberal).

O nome do general da reserva do Exército Hamilton Mourão, do PRTB, foi oficializado como o candidato a vice de Bolsonaro, depois que ele enfrentou pelo menos três recusas para compor a chapa presidencial.

Desde as eleições de 2014, o PSL conquistou mais deputados. Hoje, tem uma bancada de dez pessoas. Com esse número, Bolsonaro pode participar de debates na televisão - é preciso ter bancada de pelo menos cinco congressistas para ter presença garantida em debates sem a necessidade de ser convidado pelo organizador.

Os recursos de campanha também são vistos como um desafio para a candidatura. Os apoiadores do pré-candidato apostam na divulgação do número de uma conta para arrecadar doações na internet. O Tribunal Superior Eleitoral autorizou o uso de "vaquinhas virtuais" nesta eleição para arrecadar recursos de pessoas físicas - a doação de empresas permanece proibida.

Bolsonaro tentaria contornar essa limitação usando redes sociais e contando com a produção espontânea de conteúdo de simpatizantes. O pré-candidato também vai precisar mostrar que domina diferentes temas.

Militar da reserva e professor de educação física, Bolsonaro é deputado federal desde 1991 - acumula sete mandatos por cinco partidos diferentes. Tem possibilidade de uma possível mudança Política no Brasil

Geraldo Alckmin (PSDB)

 alckimin 1

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin,, assumiu em dezembro a presidência do PSDB para tentar apaziguar o partido, que se dividiu entre ficar ou sair da base de apoio ao governo de Michel Temer (MDB).

Seu principal desafio é aparecer em uma melhor colocação nas pesquisas de intenção de voto.

Alckmin foi confirmado como o único postulante do PSDB à Presidência, depois que o ex-senador e atual prefeito de Manaus Arthur Virgílio desistiu de participar de prévias para definir o candidato tucano nas urnas. No fim de fevereiro, Virgílio criticou o correligionário paulista, a quem acusou de usar a máquina partidária para evitar a disputa, e anunciou que não vai fazer campanha para Alckmin.

O ex-prefeito de São Paulo João Doria era outro tucano que almejava a candidatura presidencial, mas acabou deixando o cargo para disputar o governo paulista. Muitos tucanos acreditam que ele "queimou a largada" ao fazer um giro pelo Brasil na tentativa de aumentar sua popularidade - ele ainda é considerado desconhecido no país e não conseguiu alavancar seu nome nas pesquisas.

Além das muitas disputas internas, Alckmin assumiu um PSDB desgastado pelas denúncias de corrupção contra integrantes do partido, em especial as que pesam contra o senador Aécio Neves (MG), que disputou as eleições presidenciais em 2014, e o ex-governador de Minas Eduardo Azeredo, condenado a 20 anos de prisão por lavagem de dinheiro e peculato - atualmente ele cumpre pena em Belo Horizonte.

O próprio Alckmin também foi acusado de receber R$ 10 milhões em quantias não declaradas da Odebrecht, o que ele nega.

O candidato do PSDB conta com o apoio formal do grupo de partidos conhecido como "centrão" - PTB, PP, PR, Solidariedade, PRB e PSD - e ainda dos aliados históricos PPS e DEM. A senadora do PP do Rio Grande do Sul Ana Amélia, de 73 anos, será a vice do tucano.

Alckmin já disputou as eleições presidenciais em 2006, quando perdeu para Lula no segundo turno - os adversários do tucano fazem questão de lembrar que ele teve menos votos na segunda votação que na primeira. Alckmin enfrenta rejeição .

Formado em medicina, começou a carreira política como vereador e, depois, foi prefeito de Pindamonhangaba (SP), sua cidade natal. Em 1994, foi eleito vice-governador de São Paulo e acabou assumindo o governo com o agravamento do estado de saúde de Mário Covas, em 2001. Perdeu a disputa pela prefeitura de São Paulo em 2008, mas voltou como governador em 2010 e foi reeleito em 2014. “ Não existe nenhuma mudança Política ,se eleito for ...será o mesmo para o Brasil   .”

Marina Silva (Rede)

 

marina

A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva lançou oficialmente sua candidatura em 2 de dezembro de 2017, pela Rede.

Uma das dificuldades que deve enfrentar é o pouco tempo de propaganda no rádio e na TV. Ela enfrenta ainda, segundo o Datafolha de setembro, uma rejeição .

O partido conta com uma bancada de apenas três congressistas. Assim, Marina não tem a garantia de participação nos debates. Caberia às emissoras a escolha de convidar ou não a candidata.

A ex-ministra também tem respondido a críticas de ser omissa em momentos em que muitos aguardavam um posicionamento firme sobre temas centrais ou disputas políticas, e de ter declarado apoio ao hoje investigado senador Aécio Neves (PSDB-MG) no segundo turno das eleições de 2014.

Avessa a embates e a ataques, a própria candidata avalia que será uma campanha extremamente agressiva. Seu vice será Eduardo Jorge, do Partido Verde.

Marina, que tem 60 anos, disputou as duas últimas eleições presidenciais, uma pelo PV e outra pelo PSB. Ela começou a carreira política no PT - onde chegou a ser ministra do Meio Ambiente, durante o governo Lula (2003-2010).” Não vai mudar nada ,se eleita for ...será a mesma coisa que já conhecemos na Política brasileira ...”

Ciro Gomes (PDT)

 

ciro

A candidatura presidencial do ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes, foi confirmada em março de 2018 pelo PDT e oficializada no fim de julho.

Por enquanto, é o nome ligado à esquerda que vai melhor nas pesquisas da esquerda . O problema é que é temperamental, fica facilmente irritado quando algo não lhe convém ...

Ainda segundo o Datafolha, o pedetista tem uma rejeição .

A falta de aliados para fortalecer a candidatura é um obstáculo para Ciro - ao final da temporada de convenções partidárias, ele acabou isolado. Foi preterido pelo PSB (que optou pela neutralidade após um acordo com o PT), e pelo PC do B, que fechou aliança com os petistas.

Sua vice será do próprio PDT, a senadora Kátia Abreu.

O estilo franco e impulsivo que há anos rende a Ciro a fama de "destemperado" pode ser um empecilho. "Todo mundo já teve uma palavra mal dita ou foi mal interpretado".

Ciro já foi prefeito de Fortaleza, deputado estadual, deputado federal, governador do Ceará e ministro dos governos Itamar Franco (Fazenda) e Lula (Integração Nacional). Passou por sete partidos em 37 anos de vida pública. Já concorreu à Presidência duas vezes, em 1998 e em 2002. “ Aqui não tem mudança alguma se eleito for “ será o candidato da velha guarda ...

Álvaro Dias (Podemos)

 

alvaro dias       


O ex-tucano Álvaro Dias, ganhou fama no Senado por ser um ferrenho crítico da gestão petista e integrante ativo de CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito).

Por anos foi filiado ao PSDB. No ano passado, ele trocou o PV pelo Podemos - antigo PTN - com a expectativa de se lançar candidato, mas ainda enfrenta o desafio de se tornar um nome mais conhecido nacionalmente, capaz de conseguir mais que poderia de votos das pessoas , num momento em segredo criticou nos bastidores Bolsonaro e já foi também orientado espiritualmente para não concorrer o corrida presidencial, entretanto, não quis escutar os conselhos espirituais de que não seria eleito nesse pleito.

Tem 40 segundos no rádio e na televisão, porque fechou uma aliança com o PRP, PSC e PTC.

Álvaro Dias cursou História e está no quarto mandato consecutivo de senador. Já foi vereador, deputado estadual, deputado federal e governador do Paraná. É de uma tradicional família de políticos do Estado. “ Com mínimas chances de mudança na Política se eleito for ...”

Guilherme Boulos (PSOL)

boulos 1

Em março, o PSOL anunciou o nome do líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, como candidato à Presidência. A chapa terá como candidata a vice-presidente a ativista indígena Sônia Bone Guajajara, também do PSOL.

É mais fácil o partido se coligar com movimentos da sociedade civil organizada do que com partidos políticos. "Há um descrédito muito grande, as pessoas estão com nojo dos partidos"

O PSOL acabou fechando uma coligação como PCB.. Embora seja Lula e Dilma declaro a Público.

Boulos venceu a disputa interna no PSOL, que tinha como pré-candidatos os economistas Plínio de Arruda Sampaio Jr., Nildo Ouriques e Hamilton Assis, militante do movimento negro. Em julho, o partido oficializou a chapa formada por Boulos e Sônia.

O PSOL avalia que o grande desafio será cumprir a cláusula de barreira que exige para 2018

A legenda tem 13 segundos de propaganda eleitoral, mas vai conseguir participar dos debates por ter uma bancada com seis deputados.

Professor e escritor, Guilherme Boulos é formado em Filosofia pela USP, tem especialização em Psicologia Clínica pela PUC-SP e mestrado em Psiquiatria pela USP. É membro da coordenação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, no qual milita há 16 anos, e da Frente Povo Sem Medo. “ Infelizmente, não há nenhuma mudança para o cenário Político Brasileiro se eleito for “

João Amoêdo (Novo)

 

amoedo

O ex-executivo do sistema financeiro João Amoêdo, se afastou da presidência do partido que ele próprio ajudou a criar em 2015 para ser lançado pré-candidato à Presidência. Pelas regras do Novo, candidatos não podem exercer funções partidárias nos 15 meses anteriores à eleição.

Amoedo enfrenta o desafio de se fazer mais conhecido entre os eleitores e tentar ajudar o Novo a eleger representantes nas Assembleias e na Câmara.

.

Amoêdo tem em viajado o país para fazer palestras na tentativa de tornar-se mais popular e sua campanha tem ganhado força nas redes sociais.

Novato em eleições gerais, o partido de Amoêdo conta com o apoio de profissionais liberais, de economistas que ocuparam cargos importantes no governo de FHC, como Gustavo Franco, e tem entre seus quadros o ex-treinador de vôlei Bernardinho. A legenda ainda tenta atrair tucanos descontentes que estão deixando o partido.

A maioria dos quadros do partido, contudo, também é neófita das urnas.

Como seu partido foi criado depois das eleições de 2014, não tem nenhum congressista. Por isso, Amoêdo não tem direito de participar de debates. ( Que infelizmente, no Brasil isso é um roubo eleitoral contra candidatos menos conhecidos pela população )   A presença do candidato fica a critério dos organizadores. O candidato tem apenas cinco segundos na propaganda eleitoral gratuita na TV.

Formado em Engenharia Civil e Administração, Amoêdo começou a carreira profissional trabalhando para bancos e chegou a ser vice-presidente do Unibanco e membro do conselho de administração do Itaú-BBA. Atualmente, é sócio do Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças. “ Pequena possibilidade de mudanças, ou seja ,não tem nenhuma mudança   Política se eleito for “

Henrique Meirelles (MDB)

 meirelles 1

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles , começou a construir a sua candidatura presidencial em abril de 2018 ,, quando deixou o cargo no governo de Michel Temer e trocou o PSD por seu partido atual, o MDB.

No começo de agosto, a candidatura de Meirelles foi oficializada pela convenção do MDB - mesmo com a oposição de alguns caciques regionais do partido, como Renan Calheiros (Alagoas), Roberto Requião (Paraná) e Jarbas Vasconcelos (Pernambuco), entre outros.

Mesmo assim, a falta de popularidade ainda é um obstáculo a ser superado. O ex-ministro está bancando a própria campanha presidencial, com uma doação no valor de R$ 20 milhões.

A trajetória profissional de Meirelles está ligada à área financeira internacional. Antes de ser presidente do Banco Central, entre 2003 e 2011, no governo Lula, foi o principal executivo do BankBoston. Antes de assumir a Fazenda, Meirelles atuou por quatro anos como presidente do conselho de administração da J&F Investimentos, holding criada pela família Batista e controladora do frigorífico JBS, envolvido em escândalos de corrupção. “ E nada tem para mudar no cenário político brasileiro se eleito for “

Vera Lúcia (PSTU)

 

vera lucia 1

A ex-operária Vera Lúcia,, foi lançada como cabeça da chapa presidencial do PSTU, que tem como vice o professor Hertz Dias, da rede pública do Maranhão.

Vera é ativista sindical em Sergipe, ex-militante petista e ex-operária da indústria calçadista. Ela participou da fundação do PSTU em seu Estado, junto com outros ex-filiados do PT, depois que sua corrente foi expulsa do petismo em 1992.

A candidatura tem por objetivo apontar o que o partido considera a forma ilegítima e antidemocrática como são disputadas as eleições no Brasil. O PSTU considera que o objetivo final de um partido revolucionário não é disputar eleições, e sim organizar os trabalhadores para tomar o poder. “ Não tem mudanças no cenário Político se eleita for “

João Vicente Goulart (PPL)

goulart

O Partido Pátria Livre oficializou a candidatura de João Goulart Filho à presidência, em um evento em São Paulo no início de agosto. O candidato do PPL é filho do ex-presidente João Goulart, o Jango (1919-1976), cujo mandato foi interrompido pelo golpe militar de abril de 1964.

Segundo o Datafolha, ele é desconhecido da maioria dos eleitores. Tem apenas cinco segundos no rádio e na TV.

Nascido no Rio de Janeiro, João Vicente é escritor. Passou a infância e a adolescência no Uruguai, onde sua família se encontrava exilada após o golpe militar. De volta ao Brasil, João Vicente ajudou na fundação do PDT, junto do tio Leonel Brizola, e foi deputado estadual pelo partido no Rio Grande do Sul nos anos 1980.

Durante a campanha, defenderá propostas nacionalistas e identificadas com a esquerda. Goulart terá como vice um professor universitário de Brasília, Léo Alves, também do PPL. “ Chances pequenas de uma mudança do cenário Político brasileiro se eleito for “

Eymael (DC)

eymael

José Maria Eymael foi oficializado como o candidato presidencial pelo partido Democracia Cristã (DC), em convenção realizada em julho, em São Paulo. Essa será a 5ª vez que o advogado disputa a presidência da República. Ele terá como vice o pastor Hélvio Costa (DC).

Em 2014, Eymael teve apenas 0,06% dos votos - ele chegou a dizer que não disputaria mais a Presidência da República. O candidato da DC (antigo PSDC) é famoso pelo jingle de campanha, lançado em 1985: "Ey, Ey, Eymael, um democrata cristão (...)".

Nesta eleição, ele tem oito segundos no horário eleitoral e 12 inserções. “ Existe uma pequena chance de mudança no cenário Político se eleito for “

e

Cabo Daciolo (Patriota)

 

daciolo

Eleito deputado federal pelo PSOL em 2014 com 49 mil votos, Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, mais conhecido como Cabo Daciolo, e concorre à Presidência da República pela primeira vez.

O bombeiro já havia sindo filiado ao PTdoB e, hoje, está no Patriota (antigo Partido Ecológico Nacional). Daciolo terá como vice a pedagoga Suelene Balduino, também do Patriota.

Antes de iniciar sua carreira política, liderou uma greve de bombeiros em seu Estado de origem, o Rio, em 2011, quando chegou a ficar preso.

Em 2015, logo depois de eleito, Daciolo foi expulso do PSOL por infidelidade partidária - a sigla entendeu que as posições defendidas por ele contrariavam o estatuto do partido.

Um dia depois que Bolsonoro foi esfaqueado, Daciolo anunciou que faria um jejum de 21 dias e ficaria "nos montes", sem conceder entrevistas ou participar de debates. “ Existe uma pequena chance de mudança no cenário Político se eleito for “

jair bonsonaro 11 001 1

E é isso que alimenta no Brasil   por falta de legislação e Justiça firme para combater o crime organizado no Brasil , todavia, enquanto políticos nomearem cargos no país , nada vai mudar...

A eventual candidatura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, com bastante apoio no mercado financeiro, poderia ser beneficiada se a recuperação econômica se ficasse mais evidente, Mas isso pode não ser o bastante. Meirelles precisaria melhorar sua empatia com população, o povo com grande razão , não confia nele É algo que o povo brasileiro , não tem ., desconfia , e quem já trabalhou para diversos partidos de esquerda e de direita ,não consegue seguir uma linha com exatidão ou clareza para aqueles que procuram melhoria ..

alvaro dias 4 001 1

Sobre os nomes de Marina prevaleceu a visão de que ela ainda se mantêm um pouco afastado da cena, mesmo trabalhando para mudar a visão do povo, esperando o melhor momento desse oportuno voto, , evitando desgaste antecipado. A disputa feminista implantada por Marina , firma uma memória muito de Lula por trás dos panos , mesmo ela não confirmando esse seu lado ,tentando se afastar dessa imagem do PT, não consegue , importante saber se ela viria sozinha - o que reduz suas chances de ser escolhida pelo povo votante – sempre haverá uma grande sombra de LULA , em sua campanha política – mesmo que ofereça desprezo ao antigo parceiro – seria conveniente se tivesse conseguido - na campanha por alguém do naipe de um Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF.

Você é daqueles que ainda acredita que a greve dos caminhoneiros foi para reduzir preço dos combustíveis ?   - então, porque estão mais caros – expliquem –se ?

Quanto ao valor das pesquisas de intenção de voto neste momento, a um mês das eleições,, não dispõe mais de credibilidade entre a população muito desconfiada desse sistema ; agora apenas medem a força política de possíveis candidatos. Cada vez mais o eleitor está deixando sua decisão para mais tarde. Na hora de votação , o eleitor começa a ficar mais esperto e vão continuar atacando todos Sistemas de pesquisas indutivos e muitas vezes, combinados a dedo.

 PESQUISA ESPIRITUAL SOBRE INTENÇÃO DE VOTOS NO BRASI12 1

Reformas não virão e nem o cenário tão pouco vai mudar após as eleições - a descendência Política não traz mudanças favoráveis a População brasileira

Há mais   promessas e ataques do que planos de   governo para melhoria do Brasil ...

“ O ataque virou forma de angariar eleitores indecisos - tal como se fosse uma guerra virtual   ou um jogo de vídeo game – alimentado pela violência de seu opositor , onde o jogador somente pensa em destruir ...”

Ou seja, a mesma jogatina de sempre e os mesmos autores

Olha que ainda nem saiu 10¨% de escândalos ocupando administrativamente por esses personagens cujo assaltaram os cofres públicos e também os brasileiros durante os últimos 35 a 40 anos ....Muitos foram protegidos pelo Sistema ,

De consenso, acredita-se que o debate econômico, tão escondido durante as últimas eleições, está em cena nas campanhas. Temas como ajuste fiscal e reforma da Previdência certamente são abordados e candidatos terão de se posicionar. E Segurança Pública virou filme de fantasia eleitoral , estamos a mais de 40 anos trocando a mesma moeda – nada ....nada ..... “ é mais pragmático do que de esquerda e teria alguma proposta para ajuste fiscal e Previdência” sempre ferrando o cidadão trabalhador e honesto .

Ou seja, nem esquerda ,nem direita ,vai mudar nada no Brasil - e do meio dessa confusão toda , esta o TSE , que exige respeito com as Urnas eletrônicas , que você vote no candidato certo , mas não dá nenhuma opção , e exige que o cidadão brasileiro cumpra com sua cidadania votando em alguém que vai de enganar por quatro anos !!? - Por outro lado, permitem pesquisas eleitorais cheio de defeitos e com indícios de manipulação clara !   E em propaganda ,autoritarista e ditatorialista, dizem se você povo , não gostar do seu candidato , reclame ? - Não dando endereço pra quem reclamar ?   E sobretudo, pisando na lei da ficha limpa !

PESQUISA ESPIRITUAL SOBRE INTENÇÃO DE VOTOS NO BRASI13 001 1 1

Acredito , que o Brasil que eu e milhões de brasileiros esperavam ter , era outro ! Olha que aqueles que roubaram descaradamente os cofres públicos , sem sombra de dúvidas,  ainda 90%   estão   soltos , gozando do bom e do melhor do dinheiro extorquido da teta administrativa brasileira , , ou seja , dos seus eleitores , é de se acreditar que muitos estão soltos porque dividiram essa grana com quem está lá para julgá-los , não é? - E apenas 10% retorna para os pobres brasileiros que infelizmente, ainda acreditam em propaganda televisa que induz , edita e faz um cidadão do bem se transformar em bandido e um criminoso em herói ....

Povo brasileiro acordem enquanto temos tempo - e nada vai melhorar no Brasil , enquanto os personagens desse grande teatro não mudarem de uma vez só !

Eu sou Brasil   e serei sempre brasileiro verdadeiro ! Amo minha Pátria ! Não gosto de meus dirigentes e administradores !

O que é significa ter ficha limpa?

A Lei Complementar nº. 135 (2010), conhecida também como “Lei da Ficha Limpa”, tem o objetivo de impedir que candidatos a cargos políticos que foram condenados em processos criminais em segunda instância — com a ficha suja — cassados ou que tenham renunciado o cargo para evitar a cassação concorram a cargos públicos.

Antes de votar, você pode checar se o seu candidato é ficha limpa, observar dados de doadores e fornecedores de campanhas, limites de gastos e dívidas da campanha, informações de financiamento coletivo e distribuição de recursos, fazer comparativos entre gastos de campanha de candidatos e observar outras estatísticas de candidatura.

A Justiça Eleitoral apresenta as informações de forma detalhada sobre todos os candidatos que pediram registro de candidatura e sobre as contas eleitorais e as dos partidos políticos na internet. A consulta é no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Acesse divulgacandcontas.tse.jus.br (Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais).

Como checar condições de elegibilidade (ficha limpa)

. Verificar se o candidato que é gestor público teve sua conta rejeitada no Tribunal de Contas da União

Em ano eleitoral o TCU encaminha ao TSE a lista dos gestores públicos que tiveram suas contas rejeitadas, incluindo o presidente, governadores e prefeitos em exercício. Veja a lista dos gestores públicos com contas rejeitadas pelo TCU em 2016.

E processos podem ser consultados abaixo:

http://www.tcu.gov.br/contasirregulares/ResponsaveisContasJulgadasIrregularesEleicoes2016_Alfabetico.pdf

 

Mario Ronco Filho   - jornalista