Portuguese Afrikaans Arabic Chinese (Traditional) Dutch English Filipino French German Hindi Hungarian Indonesian Italian Japanese Korean Malay Polish Russian Spanish Swedish Thai Vietnamese

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Carlinhos , acaba o mistério ,foi assassinado em 1973 , segundo presságio de Jucelino Luz

Carlinhos , acaba o mistério ,foi  assassinado em 1973 , segundo visões de Jucelino Luz

Jucelino Luz  , escreveu duas cartas  nos anos 70 antes do   sequestro do menino Carlinhos, onde foi levado de casa no Rio de Janeiro, finalmente será esclarecida( segundo suas visões )  ainda que houve a participação do XXX do menino, XXXXX  XXXXX XX   XXXXX  no crime. ?  Não tenho dúvidas de que nos sonhos  e cartas apontava  o XXX está por trás de tudo. A família do Carlos Alberto terá que contar o que de fato aconteceu?, revela sua carta que foi enviado antes do crime acontecer , XXXXX era dono de um laboratório farmacêutico e estava XXXXXX. Segundo as visões dos sonhos, ele teria forjado o sequestro do XXXXX para se recuperar financeiramente. ?Ele sempre foi XXXXXX, vivia de aplicar golpes. A casa em Santa Teresa era muito humilde, as portas não fechavam, os vira-latas ficavam soltos num quintal sujo. Nenhum sequestrador agiria ali?, diz Jucelino Luz . Quando enviou o aviso via carta  já afirmava antes que o bilhete com o pedido de resgate , era escrita por  XXXXXX XXXXXXX  XXXXXXX  , funcionário de XXXXX ?A filha mais velha, Vera Lúcia, também  reconheceu  XXXXXX como o sequestrador, mas o XXXX advertiu a filha que se ela falasse sobre isso, ele acabaria preso? Segundo algumas gravações e reportagens ,  Hoje não iria preso  mais …esse crime está prescrito .

Carta  enviada 02 de fevereiro de 1973  – algumas partes foram colocadas tarjas  vermelhas , para proteção da privacidade dos nomes envolvidos 

carlinhos(2)_Fotor (1)

Jucelino diz  ainda que Carlinhos foi levado para Campos no carro do XXX,  um Fusca azul. O motor do veículo fundiu e o carro reapareceu em Duque de Caxias, onde funcionava o laboratório. ?  E por medo de reconhecimento  e  contradições em conversas , mataram Carlinhos . Foi aberta uma conta bancária para o pagamento do resgate que juntou Cr$ 300 mil, três vezes mais do que o exigido pelos supostos sequestradores. XXXX   e XXXXXX  melhoraram de vida?, afirma  Jucelino Luz

carlinhos(7)

Hoje, com mais de  80  anos de idade , XXXXX mora numa modesta casa em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Vizinhos dizem que ele leva vida de dificuldades. A mãe de Carlinhos, Maria da Conceição Ramires da Costa, para quem foi enviado uma das cartas, também acredita no envolvimento do ex-marido. ?Seis meses depois do sequestro, eu já não contava com o apoio dele?. Ela confirmou para jornalistas ( imprensa )  que houve uma conta bancária aberta para arrecadar dinheiro para o pagamento do resgate em nome de uma cunhada, Carmen Costa. ?Não sei que destino levou o dinheiro. O resgate nunca foi pago. Era uma situação incômoda depender de doações anônimas. Uma vez uma vizinha ofereceu-se para comprar um terreno nosso em Laranjeiras, mas ele (Costa) se recusou.? O crime já prescreveu, mas que há possibilidade de o inquérito ser reaberto se tivermos novas provas.

O problema , é que por um erro  , o sequestrador  matou  Carlinhos , e o enterrou em algum lugar próximo  a Campos –no Rio de Janeiro , depois, do sequestro , o corpo foi escondido ( ocultação de cadáver  e  sabido  por alguns bem próximos na família ) . É o que revela suas cartas premonitórias  –  não é acusação  , mas uma revelação do espirito Santo , antes do fato acontecer  em 1973.

Entenda esse caso  do desaparecimento de Carlinhos

carlinhos(3)

Fonte:  Menino desaparecido na primeira página do GLOBO – Reprodução

CR$ 100 MIL DE RESGATE   – o valor que foi pedido na época .

No dia seguinte, o rosto de Carlinhos estava na primeira página do GLOBO. Na reportagem, havia uma reprodução do bilhete, também obtido por Rebello. Nele, o sequestrador exigia que Cr$ 100 mil fossem deixados em um ponto da Rua Alice na madrugada do dia 4 de agosto. A sociedade se mobilizou para ajudar. No dia e na hora marcados para o pagamento do resgate, o pai levou o dinheiro ao local, mas o menino não apareceu.

— E de  que um repórter foi escondido no chão do carro da polícia até o local combinado — conta  os noticiarios  da época . — Os próprios policiais foram pegos despreparados, não sabiam como proceder em um caso de sequestro

O primeiro suspeito seria um homem com quem o pai de Carlinhos teria uma dívida. A família de João possuía uma indústria farmacêutica em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e ele estaria passando por dificuldades financeiras. Na época, a polícia também investigou a versão de que João teria um caso com a secretária, e os dois teriam planejado o crime.

Em janeiro de 1974, um homem chamado Adilson de Oliveira confessou o sequestro e apontou João como mandante. O pai de Carlinhos foi preso, mas, no dia seguinte, recebeu habeas corpus. A confissão de Adilson era falsa, mas os boatos abalaram a família. Pouco depois, os pais do menino se divorciaram.

Mistério carlinhos 1

Nas  visões  de Jucelino Luz , revelam que  Carlinhos, foi assassinado pelos envolvidos , e  que  o nome das pessoas culpadas estão na carta  premonitória .  E de que foi assassinado por erro de conversa entre sequestrador  e o mandante  desse crime.

Jucelino Luz, diz que infelizmente, quem pagou  um preço alto foi o menino inocente  e esperamos , coisa muito difícil de acontecer, que os envolvidos , confessem  esse crime  antes  de desencarnarem, e existem três pessoas envolvidas nesse crime :  “ O mandante , e dois comparsas “ .  Não tivemos sequestro e sim  uma  simulação  para enganar as pessoas e a Justiça , no sentido de angariar  dinheiro com a desgraça  alheia . Foi um crime planejado por pessoas bem próximos  e que conheciam muito bem  a casa . Os nomes foram revelados , entretanto, vamos preservar  a privacidade.

” Não queremos acabar com esperanças de ninguém , mesmo porque sonhos , não são predestinações .”

Avisamos também que são sonhos premonitórios  –  não estamos formulando acusações , apenas mostrando os fatos  segundo revelações do espirito Santo, antes de tudo acontecer.

Jucelino Luz , em 1976  e  1994  enviou cópia das missivas para a Polícia Civil  no Rio de Janeiro ,  todavia ,não obteve nenhuma resposta .

Mario Ronco Filho  -Jornalista