Portuguese Afrikaans Arabic Chinese (Traditional) Dutch English Filipino French German Hindi Hungarian Indonesian Italian Japanese Korean Malay Polish Russian Spanish Swedish Thai Vietnamese

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Inverno na Argentina, Brasil e Uruguai , será marcado por ondas de frio severas , e muita chuva

Inverno  na Argentina,  Brasil  e  Uruguai  ,  será  marcado por ondas de frio severas , e  muita  chuva

Inverno nesses países  será marcado por ondas de frio severo  e chuva  forte 

O inverno nem começou ainda, e  termômetros cairão  abaixo de zero. A onda de frio intenso que atingirá essas regiões  será apenas a primeira de várias previstas  para a estação, que também deve ser marcada pelos dias chuvosos, ventos fortes  e  ressacas com ondas gigantes .

Segundo Jucelino Luz , as temperaturas devem oscilar bastante ao longo dos próximos três meses, intercalando períodos gelados — com possibilidade de formação de geada , neve — com dias agradáveis   e  terríveis também. .

— Em relação ao ano passado, quando tivemos ondas frequentes e duradouras, este inverno não terá tanto frio constante. Esperamos entradas de ondas de frio no fim de junho e em meados de julho — diz Jucelino Luz  , mas em algumas regiões será  severo  e terrível ,, lembrando que, geralmente, o outono fo Brasil  é marcado pelos dias frios, enquanto o inverno chama a atenção pela umidade  do ar. .

Os dias mais quentes devem marcar, em média, 20°C. No entanto, alguns municípios podem superar essa temperatura, especialmente durante as tardes.

Por outro lado, na Argentina  e Uruguai  as temperaturas vão despencar bastante em algumas regiões , podendo causar ventos fortíssimos  , enchentes  e estragos , Inclusive ,haveremos de ter possibilidade de avalanches que poderão causar danos em algumas daquela regiões mais frias .

Espera-se, também, bastante chuva durante a estação, mas do que

 se comparado com o observado no outono.

Em julho, as precipitações devem ficar acima da média somente na fronteira com o Uruguai, enquanto o Norte deve ter pouca chuva., mas poderá mudar ...

Para agosto, pode-se esperar mais acumulados de chuvas e enchentes , especialmente na segunda quinzena do mês. Setembro deve repetir o mês anterior. Na primeira semana, há expectativa de chuva intensa, mas poderá ser fora  da média histórica para o período.

             No  Brasil  - tempestades, frio , ressacas ,  vendavais  e destruição

O começo da segunda quinzena de junho  de 2017 , será  marcada por tempestades sobre o Rio Grande do Sul e, Santa Catarina, Paraná , Rio de Janeiro, São Paulo  e Minas Gerais , Espírito Santo ,  Bahia , mas que durante o dia 20 de agosto de 2017 ,  se espalharam com mais força sobre todas regiões citadas

A combinação de muita disponibilidade de frio  e de umidade e no mesmo tempo, uma seca  na atmosfera com a pressão do ar baixa  vai gerar  nuvens muito carregadas que provocarão  tempestades com muita água, ventania e granizo.

Quando temos uma linha de instabilidade, que é um conjunto de nuvens cumulonimbus organizadas em uma linha, a visão no horizonte é ao mesmo tempo assustadora e fascinante pela grandiosidade e imponência revelando a força da Natureza.

As nuvens se deslocarão  juntas e suas bases unidas formarão  um verdadeiro paredão cinza chumbo, cor que indica o grande potencial de água dentro das nuvens.

Não será  a primeira vez que nuvens assim se formarão  no Brasil e muitas outras ainda poderão se formar em diversos locais do país durante o inverno  e em setembro  na entrada  do calor  de setembro de 2017 

Não importa onde e nem em que época do ano, quando avistar uma nuvem assim, tenha medo, proteja-se, pois elas podem matar com seus raios, sua chuva, sua ventania.   E se tornarão muito mais perigosas daqui para frente . 

Mario Ronco Filho  -   jornalista