2012 ,2013 ,2014 it is time of possible epidemic Dengue hemorrhagic fever…( It is also time of severe drought,storm,strong earthquakes and floods…)

Dengue hemorrhagic fever is a severe, potentially deadly infection spread by certain species of mosquitoes (Aedes aegypti). also: Dengue fever
Causes Four different dengue viruses are known to cause dengue hemorrhagic fever. Dengue hemorrhagic fever occurs when a person catches a different type dengue virus after being infected by another one sometime before. Prior immunity to a different dengue virus type plays an important role in this severe disease.

Worldwide, more than 100 million cases of dengue fever occur every year. A small number of these develop into dengue hemorrhagic fever. Most infections in the United States are brought in from other countries. It is possible, but uncommon, for a traveler who has returned to the United States to pass the infection to someone who has not traveled. Jucelino Luz has advised about this problem to most of Governors Worldwide since 1998. He has sent many letters all around the world.

Risk factors for dengue hemorrhagic fever include having antibodies to dengue virus from prior infection and being younger than 12, female, or Caucasian.

Symptoms
Early symptoms of dengue hemorrhagic fever are similar to those of dengue fever, but after several days the patient becomes irritable, restless, and sweaty. These symptoms are followed by a shock, -like state.

Bleeding may appear as tiny spots of blood on the skin (petechiae) and larger patches of blood under the skin (ecchymoses). Minor injuries may cause bleeding.

Shock may cause death. If the patient survives, recovery begins after a one-day crisis period. Early symptoms include:

• Decreased appetite
• Fever
• Headache
• Joint aches
• Malaise
• Muscle aches
• Vomiting

Treatment Because Dengue hemorrhagic fever is caused by a virus for which there is no known cure or vaccine, the only treatment is to treat the symptoms.

• A transfusion of fresh blood or platelets can correct bleeding problems
Intravenous (IV) fluids and electrolytes are also used to correct electrolyte imbalances
• Oxygen therapy may be needed to treat abnormally low blood oxygen
• Rehydration with intravenous (IV) fluids is often necessary to treat dehydration
• Supportive care in an intensive care unit/environment

Outlook (Prognosis)

With early and aggressive care, most patients recover from dengue hemorrhagic fever. However, half of untreated patients who go into shock do not survive.

Possible Complications

• Encephalopathy
• Liver damage
• Residual brain damage
• Seizures
• Shock

When to Contact a Medical Professional

Call your health care provider if you have symptoms of dengue fever and have been in an area where dengue fever is known to occur, especially if you have had dengue fever before.

Prevention

There is no vaccine available to prevent dengue fever. Use personal protection such as full-coverage clothing, netting, mosquito repellent containing DEET(but it is necessary for allergic people consult the doctor first …) , and if possible, travel during periods of minimal mosquito activity. Mosquito abatement programs can also reduce the risk of infection.

Alternative Names

Hemorrhagic dengue; Dengue shock syndrome; Philippine hemorrhagic fever; Thai hemorrhagic fever; Singapore hemorrhagic fever

References: Professor Jucelino Nobrega da Luz

WWW.JUCELINODALUZ.COM.BR/ENGLISH
WWW.JUCELINODALUZ.COM.BR
WWW.JUCELINO.DALUZ.NOM.BR

ATTENTION! PROTECT ALL YOUR FAMILY AND FRIENDS !!!

 

 

UM DOS PIORES SURTOS DE DENGUE HEMORRÁGICA PODERÁ ACONTECER EM 2012,2013,2014 ( 1 )

A dengue é um dos grandes problemas da saúde pública na maioria dos países.Desde 1998 ,Jucelino Luz, vem alertando sobre os problemas da Dengue Hemorrágica, seu surgimento e os problemas do aumento do vírus devido o aquecimento Global e pelo aumento anualmente das Chuvas De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em todos os continentes, entre 60 e 110 milhões de indivíduos são acometidos pela doença todos os anos. E o mais preocupante: cerca de 650 mil necessitam de hospitalização e 30 mil chegam a óbito por causa do vírus. Para evitar mais uma epidemia na cidade do Rio de Janeiro, São Paulo , Minas Gerais prevista para acontecer em 2012,2013,2014 ,segundo as informações premonitórias de Jucelino Luz ,e posteriormente ,o anúncio do prefeito da cidade, Eduardo Paes, um Plano de Ação de Combate à Dengue no Centro de Operações do município. Diante de dados que mostram que poderá ser a pior epidemia que o Estado já enfrentou nos últimos tempos, e a fim de impedir muitos óbitos, a Prefeitura vai colocar em prática várias ações e anunciou alerta para o Rio. Confirmou-se a preocupação de JNL , com o Brasil e o Mundo.

MEDIDAS PARA COMBATE AO VÍRUS
Uma das iniciativas da Prefeitura foi dobrar o número de agentes de combate - agora são 3.608 -, além de instalar 32 pólos de hidratação para pacientes em toda a cidade. Destes, 21 com funcionamento de 12 horas e dez à disposição por 24 horas, a partir de outubro de 2011. Há ainda a expectativa de adquirir equipamentos e mais carros para aumentar a luta contra o Aedes aegypti na fase adulta, o que vai possibilitar maior agilidade nas vistorias das casas. Alguns infectologistas do Serviços de Doenças Infecciosas e Parasitárias de alguns Hospitais Universitários


SOBRE A DOENÇA
Jucelino explica que a dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus da espécie flavivirus" Existem quatro sorotipos diferentes: DENl, DEN2, DEN3 e DEN4." Por enquanto...”A patologia pode evoluir de forma clássica ou com quadros graves, como a febre hemorrágica, em que o paciente evolui com vômitos, dor abdominal, queda da pressão arterial e pode apresentar ainda hemorragias",COMPLETA Jucelino Luz


DENGUE HEMORRÁGlCA
JUCELINO afirma que a dengue hemorrágica é um quadro grave que se inicia no final da primeira semana da patologia. "Quando, aparentemente, há uma melhora dos sintomas, neste momento, o paciente tem piora devido ao surgimento de vômito e desidratação. Porém, as complicações podem evoluir com desconforto respiratório e fenômenos hemorrágicos." Ele comenta que, nestes casos, aumenta o risco de morte e se recomenda internação para a realização de hidratação venosa e acompanhamento clínico.

 

 

ALERTA
Jucelino Luz orienta que, ao aparecerem os primeiros sintomas da doença, o infectado deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência. "O ideal é recorrer às Universidades de Saúde da Família , mas caso não estejam disponíveis, o atendimento deverá ser realizado em qualquer unidade de saúde, como as UPAs ou emergências. Inclusive, algumas prefeituras montam centros de reidratação durante as epidemias", informa.


PREVENÇÃO
A melhor estratégia para evitar o surto é combatendo o foco do mosquito por meio da conscientização da população. "É indispensável acabar com água acumulada em garrafas,
vasos de plantas, calhas, entre outros, que funcionam como criadouros, já que o vírus se reproduz em água limpa e parada." Para a proteção contra a picada do Aedes aegypti, ele indica o uso de repelentes nas áreas expostas do corpo.

REPELENTE BARATO E ALTERNATIVO
Ponha um pacote de cravo-da-índia para curtir no álcool, de cinco dias a uma semana, agitando o frasco pela manhã e à tarde. Depois desse período, coloque num vidro de óleo corporal, que pode ser de amêndoas, camomila,
erva-doce .

ATENÇÃO!
Tenha muito cuidado quando lidar com álcool(evitar acesso das crianças e uma atenção com pessoas alérgicas,nesse caso é melhor acompanhamento de um médico)



O PERIGO QUE AINDA TEREMOS QUE ENFRENTAR COM A DESTRUIÇÃO AMBIENTAL:

HAVEREMOS DE TER CALOR SEVERO, SECAS, CHUVAS FORTES, ENCHENTES, DESABAMENTOS, TERREMOTOS, VULCÕES, VÍRUS E BACTÉRIAS CADA VEZ MAIS POTENTES... ENQUANDO ISSO, NOSSOS GOVERNANTES MUNDIAIS ESTÃO DEDICANDO-SE A UM TEMPO PERDIDO, EM ECONOMIA, GUERRAS, EGO, PODER, GANÂNCIA... E ESTAMOS PERDENDO UMA LUTA CONTRA ALGO QUE NUNCA PODEREMOS VENCER : ” A FORÇA DA NATUREZA “

E ATITUDES TEÓRICAS, NÃO TERÃO NENHUM EFEITO.

SE NÃO DEFENDERMOS NOSSO MEIO AMBIENTE AGORA, FICAREMOS PRESOS EM UM FUTURO NEBULOSO...
 

COLABORAÇÃO ESPECIAL DO JORNALISTA MARIO RONCO FILHO
 

 

 

Indique este Link:

 

 

 

PRINCIPAL | VOLTAR | SUBIR PÁGINA